ACESSIBILIDADE - LEI nº 13.146/2015


Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas conforme o modelo abaixo: ALT + [Nº de atalho]

ALT + 1

Ir para o Conteúdo

ALT + 2

Ir para o Menu

ALT + 3

Ir para a Busca

ALT + 4

Ir para o Rodapé

ALT + 5

Acessibilidade

ALT + 6

Mapa do site

ALT + 7

Acesso a Informação

ALT + 8

Cor Original

ALT + 9

Cor com contraste

Botão/Tecla +

Aumentar Fonte

Botão/Tecla -

Diminuir Fonte

Botão/Tecla =

Fonte Original

Leitores de Tela

Nosso Portal foi desenvolvido para ser compatível com softwares leitores de tela. Assim, basta que o usuário tenha instalado em seu computador um destes softwares que será possável ouvir o que está escrito ou desenhado no site.

Agência de Notícias

CAPS de Itaporanga comemora Dia da Luta Antimanicomial

O órgão realizou café da manhã, palestras e ações com os usuários do serviço ofertado no município

18/05/2017 11:35


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

CAPS de Itaporanga comemora Dia da Luta Antimanicomial

Nesta quinta-feira, dia 18 de maio, é comemorado o Dia da Luta Antimanicomial, que se refere a um processo organizado de transformação dos Serviços Psiquiátricos. Com isso, a Secretaria Municipal de Saúde, através do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), realizou café da manhã, palestras e ações com os usuários do serviço ofertado no município.

A coordenadora do CAPS, Rosângela Lima, destaca a importância da data para os usuários e profissionais da área. “Esse é um dia muito importante para a saúde mental no país, tendo em vista que foi nessa data que foi abonado os hospitais psiquiátricos tradicionais onde abrigavam as pessoas com transtorno e deficiência mental. Nós sabemos toda a luta que foi feita por profissionais de saúde, pessoas da imprensa e os próprios usuários, que se somaram junto aos políticos, para que fosse abominado do nosso país o sistema com que eram tratados as pessoas que eram portadoras de deficiência mental”, explica a coordenadora.  

Rosângela enfatiza que atualmente, os portadores de deficiência mental possuem um tratamento mais humanizado. “Quem tem uma certa idade conhece todo o sistema e tem vários filmes que retratam a realidade como os portadores de doença mental eram tratados, como animais, como bichos ferozes, e hoje a  gente tem uma liberdade, eles são tratados como pessoas, como deve ser, porque são pessoas, e anteriormente tinha todo esse preconceito”, concluiu Rosângela.

O café da manhã ofertado aos usuários do CAPS foi realizado em parceria com o Rotary Clube de Itaporanga D’Ajuda, a representante do Rotary, Lúcia Rollemberg, fala sobre a importância da ação. “O Rotary tem como lema “Dar de si, sem pensar em si” e as ações são, principalmente, voltadas as pessoas mais necessitadas. Estamos fazendo esta ação aqui no nosso município, onde a coordenadora nos convidou para que pudéssemos vir hoje aqui, comemorando esta data de Luta Antimanicomial, servindo este café no CAPS e estaremos sempre a disposição do município”, afirmou.  


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

OUTRAS NOTÍCIAS