Siga-nos nas Redes Sociais:

Região Sapé recebe ações da Chamada Pública Escolar 2019

Nesta terça-feira, 02, equipes da Secretaria Municipal de Educação realizaram atividades da Chamada Pública Escolar 2019 na região Sapé, abrangendo os povoados Salvador, Ouro Fino, Camaçari-Mirim, Água Bonita, Campos, Tapera, Tinga, Alto da Coruja, Sapé, Colônia Sapé, Chan, Morena, Telha, Várzea Verde, Moita Formosa, Saco e Gravatá. Os profissionais se dividiram em equipes, percorrendo as ruas dos povoados de casa em casa, buscando crianças, jovens e adultos que estão fora da escola.

A Chamada Pública Escolar tem o objetivo de assegurar o acesso dos estudantes às unidades da rede municipal de ensino que oferecem o Ensino Infantil, Fundamental e EJA, e está sendo realizada em parceria com os agentes comunitários de saúde, sindicatos, professores, diretores e voluntários das demais Secretarias. A Chamada Pública acontece até o dia 31 de maio e a expectativa é que alcance cerca de 500 matrículas para a rede municipal de ensino.

“Eu acho um projeto muito bom, esse projeto ajuda bastante as pessoas, porque aqui tem pessoas que até nem sabe ler, então é muito bom que Secretaria vem em busca de melhorias para nós mesmo. Isso ajuda e incentiva mais as pessoas, eu que parei os estudos na 8ª série, vou ter a oportunidade de terminar os estudos e acompanhar a minha neta que hoje estuda e precisa de uma ajuda com as atividades”, disse a dona de casa Maria Clemilde de Jesus, que reside no povoado Chan e logo que recebeu a equipe aceitou fazer sua matrícula, demonstrando interesse em retornar para a escola.

A dona de casa Andreza Apóstolo Oliveira disse que não estava interessada em voltar a escola, mas após conversar com a equipe de técnicos da Secretaria de Educação, sentiu o desejo de voltar a estudar. “Estudei até o 6º ano e acho importante esta ação, porque as vezes a pessoa não quer ir para a escola e a forma como a equipe conversa e incentiva desperta em nós o desejo de retornar sim para a sala de aula. Quando o pessoal conversou comigo eu fiquei bastante empolgada”.

Já a dona de casa Cristiana de Jesus, moradora do povoado Tinga, disse que já havia estudado EJA na comunidade e que tem o desejo de continuar os estudos. “Eu parei os estudos na 2ª série, e sempre que surgiu a oportunidade de estudar aqui na comunidade, eu participei, e agora reabrindo turmas eu vou participar de novo. Quero muito voltar a estudar e essa ação incentiva nós adultos e os jovens que também se encontram fora da escola, é muito bom”, concluiu.

Os próximos atos devem acontecer nas regiões Rio Fundo e Ipanema. Ao mesmo tempo em que escolas e Secretaria de Educação continuam abertas a receber novas matrículas em suas respectivas sedes até o dia 31 de maio.

 

Por Janaina Oliveira

Scroll to top
Skip to content